Diferenças entre cães e gatos

Vi que muitas pessoas querem ter um animal de estimação, mas normalmente não conseguem decidir entre cães e gatos ou se ter os dois seria uma boa escolha.
Como sempre tive a vantagem de poder ter os dois, vou contar um pouco das minhas experiências, dar algumas informações sobre despesas, ração etc e ainda tentar dar algumas dicas para quem quer ter bichinhos mas os pais não permitem. Não sou uma profissional da área veterinária, o que vou falar é apenas baseado na experiência e convivência.

Até os 10 anos, eu morava em uma casa com um quintal bem grande em Guarulhos, todos os gatos que peguei, achei no meu quintal. Tive uns 6 gatos enquanto morava lá, ao total, não ao mesmo tempo, e alguns outros “agregados” que apareciam só para comer. Alguns foram embora, outros acabaram morrendo e eu trouxe dois comigo na minha mudança para o Rio em 2004, Samantha e Nick, um casal de siameses. Agora só tenho uma, a Samantha, que foi a minha segunda gata:

Acho que nunca tive um gato sozinho em casa, foram sempre gatos e cachorros. Os cachorros eu achava na rua porque aonde eu morava apareciam muitos. Tive menos cachorros do que gatos, foram uns 5 no total. Mas o que esteve comigo até agora foi o Kipper, que é uma mistura de pinscher com uma outra raça que esqueci qual é, ele foi um presente da minha vó e ainda era filhotinho quando o ganhei:

Relacionamentos
Gatos não são traiçoeiros, nem interesseiros e não querem te matar. Alguns gatos costumam se apegar mais à uma pessoa só, o que não significa que ele odeie as outras. Diferente dos cachorros que são mais “carentes” e normalmente gostam de qualquer pessoa que brinque com eles e faça carinho.
Gatos e cachorros podem se dar bem sim, mas tudo depende deles. Por exemplo, a Samantha e o Kipper não se dão bem e brigam se chegarem muito perto um do outro, mas o Kipper e o Nick se davam muito bem. Mas nunca aconteceu nada que tenha machucado seriamente os dois.

Espaço
Espaços grandes e quintais são sempre bons para os animais, mas é possível se acostumar ao apartamento (apenas gatos e cachorros de pequeno porte). Mas vivendo em um apartamento, é sempre bom levar o cachorro para passear (boa sorte se for colocar coleira em um gato) e ter redes de proteção nas janelas. Redes mesmo, grades não adiantam muito porque a maioria é somente barras verticais onde o gato pode passar facilmente pelos espaços. Gatos adoram janelas e vivem pulando por ali.

Viagens
Em viagens bem curtas, os gatos podem até ficar sozinhos em casa, basta ter bastante água e comida, os gatos não comem tanto e não são tão dependentes como os cães.
Para cães ou viagens longas, os melhores são os hotéis para animais mesmo. Algum pet shop com certeza pode indicar um hotel bom.
Para transportar os animais, para levar em mudança, veterinário ou algo assim, o melhor são aquelas gaiolas que vendem em qualquer pet shop. Gatos não ficam tão confortáveis soltos em carros como os cães, muito menos em coleiras.

Alimentação
A maior dica que posso que dar e que qualquer veterinário daria é: não compre as rações populares, essas que são mais famosas, mais baratas e vendem em qualquer lugar. Essas rações são mais populares e baratas porque não tem todos os nutrientes necessários e possuem muito carboidrato (coisas que eles não precisam) e sódio, o que acaba fazendo muito mal. Pode dar doenças como diabetes, problemas no rim e inclusive obesidade. Não economize com a saúde.
A ração é de acordo com peso e idade. Tem ração para filhotes, “idosos”, adultos, adultos de raças pequenas e por aí vai.
Para pesar seu animal, se ele não for muito grande, é só subir em uma balança com ele no colo e depois subir sozinho para ver a diferença. Se o animal é pequeno, a balança não reconhece ele sozinho e ele também não fica parado lá.
Gatos costumam gostar bastante de leite, mas ele não pode substituir água ou ração, o leite é apenas um agrado para ser dado bem de vez em quando. Se seu gato tiver diarreia, é porque ele tem intolerância à lactose (o que é normal entre muitos gatos) e não pode tomar o leite de vaca.

Filhotes
Primeiro de tudo, se sua gata ou cachorra acabar engravidando, tente já conseguir algumas pessoas para doar os filhotes caso você não possa ficar com eles. O que provavelmente acontece já que há crias de mais de 10 filhotes.
Caso o filhote tenha que ser separado da mãe muito cedo, há leites para recém-nascidos e mamadeiras em pet shops. Vá a um veterinário para saber mais e saber como dar o leite.

Tendo um animal de estimação
Para quem mora com os pais e quer ter um, não tem muito segredo além de insistir, tentar mostrar para eles o animalzinho que mais combina com o estilo de vida deles e da casa.
Muitos pais não deixam os filhos terem porque acham que a responsabilidade vai cair toda em cima deles, que os filhos só vão brincar enquanto eles vão ter que cuidar e limpar a sujeira. Então você tem que se mostrar responsável com o que for possível: ajudar nas tarefas de casa se não tiver empregada, tirar boas notas na escola etc os pais vendo seu “progresso” podem ficar satisfeitos e resolver ceder.
Mas depois que conseguir, não para por aí, você ainda tem que cuidar e limpar a sujeira do seu bichinho.

Despesas
Essas são as despesas básicas que você tem assim que adota um cão ou gato

Gato: Para gatos pode usar caixa de areia, eu uso jornal já que tenho gato e cachorro e funciona muito bem para os dois e os gastos são bem menores do que com areia e caixa de areia. Os gastos maiores mesmo ficam com a ração. Também é bom ter um arranhador porque gatos adoram arranhar as coisas (a minha arranha o sofá…). Gatos não precisam de brinquedos que fazem barulho ou bolinhas, eles podem até ter medo deles, os felinos se divertem com uma cordinha, linha, moedas e bolinhas de papel mesmo.

Cachorro: Para cachorros, o melhor é o jornal também, mas ainda há a opção de levar eles para passear para fazerem as necessidades na rua, só que não tem como eles fazerem tudo fora, o ideal é levar pelo menos duas vezes ao dia, manhã e noite. Os gastos com ração para cachorro são maiores porque eles comem bem mais, e não é bom ficar enchendo o recipiente sempre que eles comem tudo porque isso pode engordar muito eles. Cachorros são muito mais receptivos a brinquedos do que os gatos, mas você também pode usar algum bichinho de pelúcia velho para brincar com ele se não quiser ter esses gastos.

“Poupança”
É bom ter um dinheiro reservado para caso seu animal fique doente, porque as contas do veterinário costumam ser bem caras, principalmente quando ele tem que passar a noite lá.

Então, é isso! Espero que o post tenha sido útil para quem pensa em ter um gato ou cachorro e que todos consigam ter um!

Um comentário sobre “Diferenças entre cães e gatos

  1. Oi Thalyta,
    Olha, que bom que você não gosta de gatos porque ter passarinho, peixe e gato não dá nem um pouco certo hahaha
    Acho lindo esses aquários cheios de peixes, mas tenho uma gata né…

    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *