Que tipo de viajante você é?

          Eu amo viajar. Amo, e sei que muitos de vocês amam também e assim como eu são viajantes (mesmo que seja só uma viagem para outro bairro). Enfim, eu sempre quis entender um pouquinho mais dos diferentes perfis de viajantes, então resolvi fazer uma pesquisa com os experts em viagens que eu conheço. Entrevistei 6 pessoas, que vocês vão conhecer agora:

Anahê, Rio de Janeiro.
Thaís, carioca morando na Holanda.
Ana Clara, Minas Gerais.
Elisa, Rio de Janeiro.

Fiz 6 perguntas pra cada uma, e as respostas delas vocês vão ver a seguir. Espero que gostem!


O Chá das Três: O que te leva a viajar?

Anahê: Conhecer novos lugares, novas culturas, entender como as pessoas vivem e se comportam. Isso de certa forma me ajuda a entender mais sobre mim mesma, a minha realidade e o meu papel na sociedade. Sou apaixonada pela sensação de me maravilhar com algo novo, algo que me tire o fôlego por alguns instantes, e que mude o meu jeito de ver o mundo.
Thaís: Viajar e morar fora sempre foram sonhos de criança, que estou realizando agora morando na Holanda. Já estando na Europa e planejando direitinho, é muito fácil e barato viajar para outros países daqui.
Ana Clara: A vida me levou, e eu nao tive escolha a nao ser ir, e ir feliz!
Elisa: A surpresa de ver ao vivo coisas que eu só via em fotos, e coisas novas que eu nunca nem imaginava que existiam. Também gosto de conhecer novas pessoas, diferentes comidas e culturas.

OCdT: Quando está fazendo o seu roteiro de viagem, o que procura num lugar?
Anahê: Qualquer coisa que seja o mais diferente possível do que eu já conheço. Algo para me surpreender, me intrigar, me maravilhar. Procuro lugares com muita história ou obras da natureza de tirar o fôlego. E de preferência lugares fora dos roteiros tradicionais. Muita gente se surpreende quando digo que Paris é um dos lugares mais entediantes que já conheci.
Thaís: Confesso ser bem preguiçosa na hora de montar um roteiro, então, se eu não tiver um lugar específico na cidade que eu queira muito conhecer, eu recorro a amigos e conhecidos que já foram ao lugar e ao próprio hostel que estiver hospedada atrás de dicas, e procuro sempre fazer o Walking Tour (toda capital e grande cidade vai ter um, e na maioria das vezes é de graça, feito por nativos que andam com você pelos principais pontos e te dão muitas dicas que só quem conhece bem a cidade pode dar).
Ana Clara: Acho que a escolha de lugares é muito particular. Eu, por exemplo, sou aquele clichê: “apaixonada com lugares que nunca vi, pessoas que nunca conheci”.. E quando um lugar chama a minha atenção, geralmente é por sua história, beleza e por ser diferente dos outros lugares que ja fui. A cidade ser cara ou barata, por exemplo, não faz tanta diferença num roteiro planejado. Porque quando se ha planejamento, orçamento, etc, qualquer viagem é possivel.
Elisa: Sinceramente, primeiro eu procuro beleza. Ou então vou em lugares que eu já tinha visto em fotos ou que outras pessoas que eu conheço me falaram que era legal.

OCdT: Prefere viajar com excursão ou por conta própria?
Anahê: Sempre por conta própria. Gosto de montar meu roteiro com meus próprios pontos de interesse. Não sou louca por museus, por exemplo, então sempre escolho poucos principais e não passo tanto tempo neles. Por outro lado, posso passar horas relaxando em um parque ou na beira de um rio, o que dificilmente se encaixaria na programação de uma excursão.
Thaís: Eu sempre organizo o transporte e hospedagem das minhas viagens por conta própria.
Ana Clara: Por conta própria. Gosto de sair do obvio, de conhecer as pessoas, principalmente as historias delas. E com excursões nao existe tanta liberdade. Gosto de dormir mais um pouco se tiver vontade, e compensar em um outro dia, de ir nos lugares improváveis e inesquecíveis dos lugares que visito. Uma boa alternativa pra quem prefere viajar por conta própria mas quer sentir a história da cidade por alguem que saiba, sao os “Free Walking Tour’s”, muito comum em cidades européias e que te da a liberdade de ir, conhecer, nao gastar muito e conhecer pessoas ótimas!
Elisa: Conta própria.

OCdT: Prefere viajar sozinha, com amigos ou com a família?
Anahê: Não gosto de viajar sozinha, é sempre bom ter alguém com dividir as experiências. Com a família a viagem acaba sendo sempre mais voltada pra parte cultural. Conheço muito mais sobre a cidade, a história, etc. Com os amigos muitas vezes conhecemos o básico e acabamos nos entregando à vida noturna do novo lugar (o que não faz mal a ninguém de vez em quando né?).
Thaís: Com os as amigos é sempre diversão garantida, mesmo se o lugar não for dos melhores. Se o grupo for grande, às vezes rola um desacordo de ideias, um quer ir pra um canto, outro quer comer em algum lugar, outro quer sair pra tal lugar… A dica que eu dou ao viajar com os amigos, é que ninguém nunca se prive de nada ou faça algo que não quer. Se as ideias e vontades coincidirem, melhor ainda, mas se não, não deixe de ir ao museu, restaurante ou passeio que você sempre quis porque seu amigo não quer. Tenham um bom diálogo pra cada um ter a liberdade de fazer o que quiser na viagem, e ela será boa pra todo mundo!
Viajar sozinha é ruim porque você às vezes sente falta de uma companhia, mas também é bom porque você faz o que você quer, acorda a hora que quiser, vai aonde quer, come o que quer. Por estar sozinha, você acaba fazendo amizade com os roommates do hostel e pessoas do mundo inteiro que você vai conhecendo ao longo da viagem e talvez não tivesse tanto contato se já estivesse com seus amigos ali. Aprende também a se virar em situações inesperadas que podem acontecer.
Viajar com a família é bem diferente. Família requer mais ‘cuidados’, geralmente você não se hospeda com sua família num hostel, você procura um hotel, com um mínimo maior de conforto. Sua família vai querer comer num restaurante legal, não McDonalds todo dia. Você vai planejar melhor o roteiro da viagem pra ocorrerem o mínimo de imprevistos possíveis pra sua família não ter que passar nenhum perrengue. E, bom, você provavelmente não vai sair pra boate se estiver viajando em família hehe
Ana Clara: Depende muito: da situação, de como/onde você vive e do que voce quer pra viagem. Ja viajei com amigos, sozinha e com a minha família para países diferentes. E as três vezes foram ótimas! Quando se viaja com amigos, você vai mais aberto a pegar pesado no turismo mochileiro – aquele quase sem gastar nada -, com a família, você vai mais reservado, com tudo acertado. E viajar sozinha, pra mim, é como um retiro espiritual. Procuro conhecer pessoas novas e as cidades onde passo, mas sempre com a prioridade em mim mesma e nos meus pensamentos.
Elisa: Já fiz os 3, e cada um tem seu encanto. Mas prefiro estar com amigos ou com família, por motivos diferentes e de preferencia ser OU amigos OU família hahaha

OCdT: Na hora de planejar sua viagem, você é mais econômica ou mais glamourosa?

Anahê: Super econômica! Sempre que viajo com amigos ficamos em albergues e podemos até abrir mão de uma passagem de avião por uma viagem de longas horas em um ônibus ou trem, se a diferença de preço for bem grande. Com a família já somos um pouco mais glamorosos e prezamos pelo conforto.
Thaís: Sou muito econômica, mas tem sempre alguns pontos a ficar atenta. Sempre me hospedo em hostels, mas não adianta se hospedar no mais barato da cidade se ele não tiver uma boa localização, não for limpo, não tiver boas referências de pessoas que já ficaram lá… Já no transporte, eu não me importo de viajar de ônibus quando é possível. Por exemplo, de Amsterdam a Paris tem ônibus por 15 euros, 8 horas de viagem. O ônibus não é dos mais confortáveis, mas o preço é excelente e ele te deixa no centro de Paris, enquanto o aeroporto lá é super longe e além do voo em si, você tem que gastar em transporte pra sair dele até o centro da cidade…
Ana Clara: Uma boa viagem une um pouco dos dois. Nada em excesso é bom. O que se tem que fazer é procurar um equilíbrio entre essas duas coisas. Não se largar no mundo, tomar cuidado, procurar boas localizações e recomendações de lugares, mas também não se hospedar no hotel mais caro da cidade só porque ele é o hotel mais caro da cidade. Coisas assim fazem uma viagem ser diferente, legal e com uma grande bagagem pra ser levada.
Elisa: Econômica.

OCdT: Por último, qual o lugar que você mais gostou de visitar e qual o seu destino dos sonhos?

Anahê: Um dos lugares que mais me encantou nos últimos tempos foi a Capadócia. As paisagens são absolutamente diferentes de tudo que eu já tinha visto, e o vôo de balão é uma experiência indescritível. Acho que não tenho nenhum ‘destino dos sonhos’, mas um roteiro que adoraria fazer num futuro próximo é Bali, Austrália e Nova Zelândia.
Thaís: Cada país que já fui tem a sua peculiaridade e todos foram muito especiais. Vou destacar alguns:
1 – Holanda: preciso falar? Haha. O modo de vida da população, a organização, tranquilidade e ao mesmo tempo ter sempre alguma coisa pra fazer, o clima, as bikes… Esse país foi o melhor presente que a vida poderia me dar, e me apaixono mais e mais pela Holanda a cada dia.
2 – Inglaterra: conhecer a Inglaterra era o meu maior sonho. Gosto muito de Londres e de outras cidades menores como Brighton e Coventry.
3 – Krakow (Polonia) e Budapeste (Hungria): cidades lindas do leste europeu que me apaixonei e pretendo voltar um dia! 4 – Rússia: que viagem! Muitos perrengues por conta da comunicação quase inexistente (muito muito difícil achar alguém que falasse inglês por lá), mas foi um país sensacional de conhecer por conta de todo o passado e peso histórico da Rússia. Muito diferente de tudo que já vi.

4- Turquia: eu ja esperava que seria um país bem diferente, mas nunca imaginei que fosse assim… foi uma supresa maravilhosa! A cultura, costumes, religião, paisagens e mesquitas lindíssimas fazem da Turquia um dos países que você PRECISA visitar um dia. Voar de balão na Cappadocia foi a experiência mais incrível e inesquecível da minha vida.
Ainda pretendo viajar mais um bocado pela Europa enquanto estiver aqui. Pro futuro, quero muito conhecer o Canadá e ter alguma experiência de estudo e/ou trabalho por lá. E lógico, voltar aqui pra Holanda!
Ana Clara: Londres, sem duvidas. O Reino unido como um todo é encantador, e sem dúvidas um lugar que moraria. E um lugar que sou apaixonada é a Grécia. Ainda não fui, mas com certeza tem prioridade nas minhas próximas viagens.
Elisa: O lugar que eu mais gostei foi Londres, e no momento meu destino dos sonhos é a Nova Zelândia, Canadá, Dinamarca e alguns lugares específicos na China e no Japão.

            Bom, com essas respostas fica fácil perceber um padrão. Nossas experts de viagem dão a dica: Quando for planejar sua viagem, fazer seus roteiros por conta própria te dá mais liberdade. Pesar as despesas e fazer com que a viagem se torne mais econômica (com uma dose de conforto, claro) é a melhor escolha, assim como viajar acompanhada. O que mais me encantou é que o que leva todas as nossas entrevistadas a viajar é a curiosidade e o sonho de conhecer novos lugares e culturas, assim como eu.
            E aí, gostaram das entrevistas? Espero que sim. Vou deixar aqui algumas fotos das nossas entrevistadas mundo afora.

Anahê na Capadócia! Lindo demais!

Elisa em NY com o Empire State no fundo! ♥

Ana Clara em Paris! ♥
Thaís em Utrecht, na Holanda!


          E você, que tipo de viajante você é? 🙂 Responde aí nos comentários! Espero que tenham gostado do post e até a próxima! ♥ 

Beijos,



Um comentário sobre “Que tipo de viajante você é?

  1. Nossa, a coisa que eu mais gosto de fazer é viajar! Por favor, tem coisa melhor?
    A minha última viagem foi para o Rio de Janeiro… fui para o Rock in Rio com a minha melhor amiga e o meu padrasto e foi perfeito demais! *-*
    Amei o seu blog e já estou te seguindo. Adoraria te ver lá no meu também ><

    Beijos da Laris!
    alarisquerfalar.blogspot.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *